Petrobras diz que não há definição sobre participação em programas sociais


A Petrobras informou, em esclarecimento sobre recentes notícias envolvendo a companhia, que "não há definição" quanto à implementação e o montante de participação em eventuais programas e que qualquer decisão estará "sujeita à governança de aprovação e em conformidade com as políticas internas da companhia".

Em entrevista ao Programa do Ratinho, no SBT, na noite de ontem, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a estatal tem uma reserva de R$ 3 bilhões para custear o vale-gás a população carente. "O (Joaquim) Silva e Luna está com uma reserva de R$ 3 bilhões para atender realmente esses mais necessitados. Seria o equivalente - o que está sendo estudado até agora - a um botijão de gás a cada dois meses", afirmou.

A petrolífera afirma ainda que já distribuiu R$ 10,3 bilhões em dividendos ao longo de 2021. Desse montante, acrescenta a companhia, R$ 3 bilhões foram destinados ao seu acionista controlador. "Além disso, de janeiro a junho de 2021, sua contribuição à sociedade brasileira, na forma de tributos pagos pela companhia e retidos de terceiros, foi de R$ 76,7 bilhões, montante R$ 14,1 bilhões superior ao mesmo período de 2020", acrescenta a empresa em nota.

A Petrobras conclui afirmando que segue adotando a prática de preços de venda em equilíbrio com os mercados competidores. Sensível ao impacto social do gás de cozinha (GLP), a que contribui ativamente nas discussões no âmbito do Ministério de Minas e Energia quanto a eventuais programas voltados às famílias vulneráveis.