Serviço individualizado: guias utilizam como opção de turismo seguro na pandemia

Que o setor do turismo seria um dos mais impactados pela pandemia de Covid-19 em todo o mundo é algo que seria fácil de prever desde o início da crise sanitária, visto que uma das principais recomendações para o controle do contágio é o isolamento social. Mais de um ano após o início da disseminação do novo coronavírus pelo planeta, no entanto, os dados impressionam: de acordo com a OMT (Organização Mundial do Turismo), o ano de 2020 foi o “pior da história” para o setor, com 1 bilhão de chegadas internacionais a menos que 2019 (queda de 74%), cerca de 120 milhões de empregos diretos na área em risco e prejuízo econômico estimado em US$ 1,3 trilhão.
 
No contexto doméstico, o rombo também foi grande. Houve, entre março de 2020 e março de 2021, queda de 80% no faturamento do setor, de acordo com a AHTURR (Associação de Hotéis Restaurantes e Agências de Viagens e Turismo) - a estimativa do Ministério do Turismo, publicada em junho deste ano, dá conta que houve uma redução de 59% no faturamento do segmento.
 
O impacto da pandemia no turismo global, ainda citando a pesquisa da Organização Mundial do Turismo (OMT), foi tão profundo que estima-se que a recuperação plena do setor pode levar entre cinco e sete anos.
 
Para turistas de todo o planeta, o fim da pandemia pode ensejar novos roteiros e a retomada de viagens que não puderam ser realizadas por motivo de força maior. O setor, porém, já se movimenta para a retomada em plena crise sanitária, com as devidas medidas de seguranças prevalecendo aos descuidos que situações de relaxamento, como as viagens, naturalmente trazem.
 
Neste sentido, o Ministério do Turismo desenvolveu um programa chamado “A Retomada do Turismo”, que consiste em uma aliança entre poder público, iniciativa privada, terceiro setor e Sistema S, tendo por objetivo instituir os eixos de atuação e parâmetros para desenvolvimento de programas, projetos e ações para a chamada “retomada” do setor.
 
Da mesma forma, turistas de o todo país têm procurado viagens e roteiros que fujam de aglomerações e daquele modelo de turismo tradicional baseado em passeios com dezenas de pessoas conduzidas por um guia turístico. Entram em cena, então, profissionais do setor que oferecem experiências individualizadas aos viajantes.
 
Turismo com segurança
 
Em um contexto de pandemia, a opção por um guia turístico que desenvolva um serviço personalizado, adequado às expectativas de cada turista, ganha relevância. Mais que privilegiar uma experiência “sob demanda”, o turista colabora, desta maneira, com a manutenção de um serviço seguro e com os devidos cuidados sanitários sendo colocados em primeiro lugar.
 
Para Ícara Cardoso, CEO da Sou Guia, plataforma digital criada no intuito de fornecer auxílio aos turistas para a organização e a personalização de roteiros de viagem, a opção pelos guias personalizados não configura necessariamente em uma ação individualista.
 
“Hoje, todas as experiências podem ser compartilhadas, até mesmo um roteiro de viagem desenvolvido de forma particular por um turista junto a um guia”, afirma o profissional, citando uma opção oferecida pelo site (e aplicativo) em que os roteiros podem ser compartilhados com outros usuários. “Com as informações compartilhadas pelos viajantes e o serviço personalizado dos guias, é possível realizar, de forma individual e segura, experiências já vividas por outros tantos turistas”, completa.
 
Ele ressalta que o serviço individualizado dos guias também é uma maneira de manter o cuidado frente à pandemia de Covid-19 entre estes profissionais e lembra que a retomada das atividades destes profissionais ainda tem se dado de forma gradual - em setembro de 2020, uma pesquisa realizada pela Paraná Turismo (autarquia estadual vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná) apontou que apenas 32% dos guias de turismo atuantes no estado tinham conseguido se manter na ativa. Atualmente a plataforma atua na serra gaúcha, Gramado e Canela e Foz do Iguaçu, além de contar uma equipe de guias credenciados e cadastrados na ferramenta Cadastur. 
 
Para mais informações, basta acessar o site: https://www.souguia.com br/