Reino Unido: órgão desaconselha vacina da AstraZeneca para menores de 30 anos


O órgão consultivo de vacinas do Reino Unido decidiu nesta quarta-feira, 7, desaconselhar a aplicação da vacina contra covid-19 produzida pela AstraZeneca em pessoas com menos de 30 anos, devido a preocupações de que o imunizante cause a formação de coágulos sanguíneos potencialmente mortais, embora os casos sejam raros.

A decisão de restringir a aplicação da vacina desenvolvida pela farmacêutica britânica, em parceria com a Universidade de Oxford, é um revés para a campanha de imunização do Reino Unido, cujo carro-chefe é justamente o produto da AstraZeneca.

De acordo com autoridades britânicas, contudo, o avanço do programa de vacinação do Reino Unido não deverá ser afetado pela decisão. O primeiro-ministro Boris Johnson disse não ver "nenhuma razão" para alterar o plano do país de reabrir gradualmente a economia.

A vacina, que ao contrário de outras não precisa ser armazenada em temperaturas superfrias, foi considerada essencial para as campanhas de imunização em países mais pobres, muitos com populações relativamente jovens.