UE suspende restrições à entrada de viajantes dos EUA, ante redução da covid-19


A União Europeia (UE) anunciou, nesta sexta-feira, 18, a suspensão das restrições à entrada de viajantes não essenciais dos Estados Unidos no bloco, em meio à queda no número de casos de coronavírus nos dois lados do Atlântico possibilitada pelo avanço da vacinação em massa. A informação foi confirmado pelo Conselho Europeu.

Além dos EUA, também foram incluídos na chamada "lista branca" Albânia, Hong Kong, Líbano, Macau, Macedônia do Norte, Sérvia e Taiwan. Antes, já faziam parte do grupo: Austrália, Israel, Nova Zelândia, Ruanda, Cingapura, Coreia do Sul e Tailândia. A China depende de confirmação de reciprocidade.

Com a medida, os cidadãos desses países podem viajar à UE sem precisar fazer quarentena. Alguns Estados membros ainda exigem comprovação de teste negativo ou imunização. Notadamente, o Reino Unido ficou de fora da lista, em meio à disseminação da variante Delta do vírus.