VOCÊ VIU?

Grade Lista

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), se reunirá com líderes partidários na manhã desta quinta-feira, 29, em encontro que deve pôr em pauta mudanças na dinâmica das eleições do País. Além da norma que institui um novo Código Eleitoral, os senadores debaterão sobre o fim da reeleição para cargos no Executivo, como prefeitos, governadores e presidente da República.

 

Pacheco demonstra desde o ano passado que deseja pautar o fim da reeleição no Executivo. O presidente do Senado já afirmou que a reeleição "acaba prejudicando a independência do mandatário". O tema será pautado por meio de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que precisa do apoio de três quintos da Câmara (308 de 513 deputados) e do Senado (49 dos 81 senadores). A medida valeria restritamente a prefeitos, governadores e presidente da República, mantendo a reeleição nos cargos do Legislativo.

 

Já há propostas com este intuito protocoladas na Casa, restando a definição do texto que, de fato, ganhará aval e tração dos líderes partidários. Pacheco já sinalizou em declarações anteriores que, com o fim da reeleição, o mandato nos cargos Executivos poderia passar de quatro para cinco anos.

 

Novo Código Eleitoral

 

A proposta que regulamenta um novo Código Eleitoral para o País é de relatoria do senador Marcelo Castro (MDB-PI). A norma consolida resoluções anteriores do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e define novas regras para pleitos a partir de 2026. Entre as mudanças, há o estabelecimento de uma "quarentena" para juízes, integrantes do Ministério Público e policiais que desejam concorrer a cargos eletivos.

 

Mesmo que seja aprovada em ato contínuo, o novo Código Eleitoral não será aplicado para a eleição de 2024, pois leis que modifiquem a dinâmica das eleições devem ser sancionadas com a antecedência mínima de um ano em relação à data do pleito. Para serem aplicadas ainda em 2024, as alterações precisariam ter sido aprovadas pelo Congresso e sancionadas ou promulgadas até outubro de 2023, um ano antes do pleito.

 

Minirreforma

 

Além disso, também está na pauta do Senado o projeto da "minirreforma eleitoral", já aprovado pela Câmara. A minirreforma proíbe as candidaturas e mandatos "coletivos", quando é feita a divisão do cargo parlamentar entre várias pessoas, e regulamenta o funcionamento das "sobras eleitorais", tema que está na pauta do Supremo Tribunal Federal (STF).

 

A minirreforma também prevê de forma definitiva mudanças que já receberam aval do TSE para as eleições deste ano, como doações via pix e transporte público gratuito no dia do pleito.

O diretório estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) do Paraná negou, por unanimidade, a filiação partidária do ex-deputado estadual Paulo Roberto da Costa, também conhecido como Galo, durante reunião na terça-feira, 27. Na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), o ex-parlamentar cumpriu mandato pelo Partido Progressista (PP), de 2018 a 2022.

 

O ex-deputado tentou se filiar à sigla do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para disputar a prefeitura de Paranaguá, município localizado no litoral do Estado, nas eleições municipais deste ano. Procurado pelo Estadão, o diretório estadual do PT confirmou, pela assessoria, a recusa para Paulo Roberto integrar o partido. O ex-deputado também foi procurado pela reportagem, porém, não foi localizado.

 

Um vídeo que mostra o ex-deputado criticando o partido circulou entre os membros do diretório estadual. Com isso, um abaixo-assinado contra a filiação de Galo havia sido elaborado. "Diante das falas recortadas (do vídeo) não houve argumentação, realmente recusado por unanimidade", informou a assessoria da sigla.

 

Paulo Roberto é radialista e apresentador de TV. Em 2018, foi eleito deputado estadual pelo Paraná, com 26 mil votos. Já em 2022, tentou se eleger deputado federal, porém, não obteve votos suficiente e ficou na suplência.

O presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, mandou afastar Darci Alves Pereira da presidência do diretório municipal da legenda em Medicilândia, no interior do Pará. Darci confessou ter assassinado o ambientalista e seringueiro Chico Mendes com tiros de escopeta em 1988. Ele foi condenado pelo crime e atualmente se apresenta nas redes sociais como "Pastor Daniel", pré-candidato a vereador no município. Valdemar tomou a decisão após o assunto vir à tona nesta terça-feira, 27.

 

Darci tomou posse no diretório do PL de Medicilândia no dia 26 de janeiro. Sua participação na sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) foi revelada pelo jornal ECO e confirmada pelo Estadão.

 

Em nota enviada à imprensa, Valdemar afirmou que mandou o presidente do PL paraense, o deputado federal Éder Mauro, destituir Darci do comando da sigla em Medicilândia. O dirigente disse também que descobriu pela imprensa o fato de o assassino confesso de Chico Mendes presidir o diretório municipal.

 

"Gostaria de esclarecer que não tinha conhecimento de que Darci Alves Pereira, que assumiu recentemente a presidência do PL de Medicilândia, no interior do Pará, é o mesmo indivíduo acusado do assassinato do ambientalista Chico Mendes. Agradeço à imprensa por trazer ao nosso conhecimento esse importante fato", disse Valdemar.

 

Posse

 

O mandato de Darci como presidente do PL de Medicilândia era de um ano e começou a ter vigência em novembro, embora a cerimônia de posse tenha ocorrido só em janeiro deste ano. No evento, que foi realizado na Câmara Municipal da cidade, ele foi prestigiado pelo deputado estadual Rogério Barra (PL-PA), secretário executivo do diretório estadual da sigla.

 

Em uma postagem no dia da posse no PL de Medicilândia, ele conclamou os moradores a se filiar ao partido do ex-presidente Bolsonaro e disse que a cerimônia reuniu "patriotas".

 

Medicilândia fica no sudoeste do Pará, a 900 quilômetros de Belém. Segundo estimativas feitas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2020, a cidade tem 31.975 habitantes. O Estadão procurou Darci Alves Pereira e o PL de Medicilândia, mas não obteve resposta.

 

Crime

 

Em 22 de dezembro de 1988, Darci e seu pai, o fazendeiro Darly Alves da Silva, participaram do assassinato de Francisco Alves Mendes Filho, mais conhecido como Chico Mendes, em Xapuri, no Acre. O ambientalista, que era ameaçado de morte por causa do seu ativismo na defesa dos seringueiros, foi atingido por tiros de escopeta dentro de casa.

 

Darci admitiu que foi o responsável pelos disparos, enquanto que Darly, que era um grileiro de terras da região de Xapuri, foi o mandante do crime. Em 1990, os dois foram condenados a 19 anos de prisão. Eles chegaram a fugir da cadeia em 1993, mas foram recapturados em 1996.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quinta-feira, 29, a 25ª fase da Operação Lesa Pátria, com o objetivo de identificar pessoas que financiaram e fomentaram os atos golpistas ocorridos em Brasília no dia 8 de janeiro do ano passado, quando as sedes dos Três Poderes da República foram invadidas e depredadas por manifestantes políticos radicais.

 

Em nota, a PF informa que seus agentes estão cumprindo 34 mandados judiciais, dos quais 24 de busca e apreensão, três de prisão preventiva e sete de monitoramento eletrônico, nos Estados de Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Tocantins, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Espírito Santo, além do Distrito Federal. Todos os mandados foram autorizados pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

 

Também, segundo a PF, foi determinada a indisponibilidade de bens, ativos e valores dos investigados.

 

"Apura-se que a quantia dos danos causados ao patrimônio público possa chegar à cifra de R$ 40 milhões", cita a instituição. "As investigações continuam em curso, e a Operação Lesa Pátria é permanente, com atualizações periódicas acerca do número de mandados judiciais cumpridos e pessoas capturadas", acrescenta.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira, 27, as regras que estarão em vigor durante as eleições de 2024. As normas dispõem sobre o uso de inteligência artificial (IA) na disputa, proibindo utilização da tecnologia sem comunicação expressa nas peças de campanha. Além disso, está vetado o uso de deep fake na criação de conteúdo falso ou difamatório. Os ministros também acataram o entendimento de que as lives são atos de campanha, estando sujeitas à legislação eleitoral.

 

A Corte consolidou ainda a adoção de medidas como o transporte público gratuito no dia da eleição e a realização de consultas populares. As 12 resoluções aprovadas pelo tribunal foram relatadas por Cármen Lúcia, vice-presidente do TSE. Ela comandará o tribunal em outubro, quando ocorrerão os pleitos municipais.

 

Além das resoluções aprovadas, há outras normas em análise. O TSE decidiu por unanimidade que é obrigatória a distribuição proporcional de recursos de campanha e do tempo de propaganda gratuita no rádio e televisão para candidaturas indígenas. A distribuição vale tanto para o fundo eleitoral quanto para o Partidário. No entanto, ainda cabe uma decisão sobre a vigência da medida, estabelecendo se ela passa a valer neste ano ou fica para 2026.

 

IA

 

O TSE definiu que o uso de inteligência artificial nas peças de campanha só pode ser feito mediante divulgação "explícita e destacada". Não é permitido o desenvolvimento de aplicações que simulem ao eleitor que ele está em comunicação com o candidato. Também está vetado o uso de deep fake - "conteúdo fabricado e manipulado" com informações falsas ou descontextualizadas.

 

Os ministros definiram deep fake como "conteúdo sintético em formato de áudio, vídeo ou combinação de ambos, que tenha sido gerado ou manipulado digitalmente, ainda que mediante autorização, para criar, substituir ou alterar imagem ou voz de pessoa viva, falecida ou fictícia".

 

O primeiro caso de uso de deep fake para fins eleitorais registrado no País é recente. Em dezembro do ano passado, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), foi alvo de um áudio no qual uma voz emulada e falsamente atribuída a ele proferia ofensas contra professores. A origem do áudio está sendo investigada pela Polícia Federal, mas já se sabe que a peça foi montada com ferramentas de IA.

 

Lives

 

As transmissões em tempo real via redes sociais, as chamadas lives, passam a ser consideradas atos de campanha. Dessa forma, a live está sujeita ao escrutínio da Justiça Eleitoral. Além disso, o vídeo não pode mais ser retransmitido por emissoras de TV, rádio ou canais digitais.

 

Transporte público

 

O TSE ratificou uma decisão do Supremo Tribunal Federal sobre a oferta de transporte público gratuito no dia da eleição. Fica definido que o poder público deve garantir frota compatível com dias úteis, podendo ser criadas linhas especiais com destino a regiões mais distantes. Não pode haver distinção entre os eleitores nem propaganda eleitoral nos veículos.

 

Há um recurso do Senado que tenta impedir que a medida provoque ônus aos Estados e municípios, ou seja, custos para a adoção da norma. Para a Casa, a medida não deveria ter sido imposta pelo Judiciário, que não estabeleceu de forma clara os critérios para a adoção do programa. Apesar da garantia do TSE, o recurso sobre o tema segue tramitando e aguarda resolução final.

 

Consultas populares

 

O TSE abarcou a Emenda à Constituição n.º 111, aprovada pelo Congresso em 2021, que dispõe sobre a realização de consultas populares de forma concomitante ao pleito municipal. Com a norma, fica permitido que, em determinadas localidades, eleitores opinem sobre temas relativos ao contexto regional. O tema da votação deve ser definido até 90 dias antes do pleito.

 

Desinformação

 

O TSE aprovou um pacote de medidas para o combate à desinformação durante o período eleitoral. Foram definidas orientações a juízes para a remoção de conteúdos, além da responsabilização de plataformas e provedores que não acatarem as resoluções da Justiça em tempo hábil.

 

Influenciadores

 

Foi aprovada uma resolução que assegura a artistas e influenciadores o direito à expressão da preferência eleitoral. A manifestação favorável a determinado candidato ou partido, no entanto, deve ser espontânea e gratuita. Nesses casos, é vedada a remuneração.

 

Porte de arma

 

É proibido o porte de arma de fogo em seções eleitorais, inclusive por agentes públicos de segurança, que devem ficar a 100 metros do local de votação e só podem se aproximar do espaço em caso de autorização judicial expressa. A medida vale para as 48 horas que antecedem a votação e as 24 horas posteriores. Já colecionadores, atiradores e caçadores (CACs) ficam proibidos de transportar armas desde o dia anterior ao pleito.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O presidente do União Brasil, Luciano Bivar, tenta adiar a convenção do partido que deve oficializar o advogado Antônio Rueda como seu sucessor no cargo. A crise na sigla escalou nesta quarta-feira, 28, e Bivar chegou a sugerir que tem denúncias contra integrantes da legenda, mas sem apresentar provas.

 

A convenção está prevista para esta quinta-feira, 29. Mesmo que Rueda seja eleito o novo presidente, o mandato de Bivar à frente do União termina somente em 31 de maio. A mudança no comando da sigla foi definida no final do ano passado, após uma série de embates internos. O União foi formado em 2022 a partir da fusão entre os antigos DEM e PSL, mas as duas alas nunca se acertaram. O União Brasil tem uma das maiores bancadas da Câmara, com 59 deputados.

 

Durante entrevista coletiva na sede do partido, em Brasília, Bivar carregava nesta quarta-feira, 28, uma pasta com a inscrição "denúncias". O deputado disse que não poderia revelar o conteúdo dos documentos. De acordo com ele, há uma investigação interna na sigla coordenada pelo Departamento Jurídico.

 

"As chapas (para a convenção nacional do partido) ainda não foram examinadas em suas minúcias. Então, a gente não pode dizer ainda sobre um posicionamento do partido com relação à legalidade das chapas", afirmou o presidente do partido. De acordo com ele, três chapas foram inscritas.

 

Segundo Bivar, a primeira chapa, cadastrada por Rueda, não continha o nome dele - ou seja, o deputado seria deixado completamente de fora das decisões do partido. Bivar tem apoio de alguns deputados, mas não de governadores e outros integrantes da legenda. O secretário-geral do União, ACM Neto, é adversário de Bivar.

 

A Coluna do Estadão teve acesso ao documento que mostra a chapa inscrita com Rueda no comando. A lista inclui, por exemplo, o apoio do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto, do líder do União na Câmara, Elmar Nascimento (BA), e também do líder no Senado, Efraim Filho (PB).

 

Embora não tenha dito com todas as letras que as supostas denúncias que carregava eram contra Rueda, nem apresentado provas, o presidente do União deu a entender que seu possível sucessor estaria envolvido nos supostos esquemas ilícitos.

 

"Essas denúncias são de toda a sorte, são incríveis. São denúncias de que o partido não pode estar na mão de alguém que queira usá-lo a título de fazer negócios", disse o deputado. "Denúncias têm aqui. Eu não posso colocar uma denúncia sem antes ver a procedência dela. Certamente eu vou abrir uma investigação sobre isso. Como as denúncias são graves, eu posso até levar ao Ministério Público."

 

Segundo a coluna do jornalista Lauro Jardim, em O Globo, Elmar relatou a deputados que Bivar teria ameaçado de morte familiares de Rueda durante uma conversa por telefone. "Sou um cara pacífico", respondeu Bivar na entrevista coletiva. "Foi picotado um estado emocional de parte a parte", emendou, em referência a um suposto áudio da conversa mostrado por Elmar.

 

Bivar e Elmar divergem internamente com frequência, e o presidente da sigla já havia tentado tirar o deputado baiano da liderança na Câmara em novembro de 2022. Naquele mês, a sigla decidiu declarar apoio à candidatura de Arthur Lira (PP-AL) à reeleição na presidência da Casa, em acordo costurado por Elmar, contra a vontade de Bivar, que pretendia lançar seu próprio nome ao posto.

 

Na campanha eleitoral de 2022, houve reclamações no União sobre a destinação de recursos dos fundos eleitoral e partidário, o que desgastou Bivar. Vários diretórios regionais do partido também racharam nos últimos meses. Bivar é egresso do PSL, enquanto ACM Neto e Elmar eram do DEM.

O dólar começa o dia em alta nesta quinta-feira (29) que encerra o mês de fevereiro. As referências para os ativos são diversas nesta manhã, mas prevalece a expectativa pela divulgação do índice de preços PCE nos Estados Unidos, às 10h30, principal termômetro de inflação acompanhado pelo Federal Reserve. Enquanto isso, o mercado de câmbio se divide entre influências externas e a disputa pela última taxa Ptax do mês, que servirá de referência para liquidação e rolagem de contratos futuros.

 

Os juros dos Treasuries sobem em toda a curva nesta manhã de expectativa no mercado americano, que aguarda para saber se o PCE também vai reforçar a percepção de que o Fed não terá pressa em começar a cortar juros nos EUA. Com isso, o dólar já sobe majoritariamente ante moedas de países emergentes e exportadores de commodities nesta manhã.

 

Na agenda doméstica, destaque neste início de dia para os números da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ela mostrou que a taxa de desocupação no Brasil ficou em 7,6% no trimestre encerrado em janeiro. O resultado ficou abaixo da mediana das expectativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, de 7,8%.

 

Às 9h46 desta quinta-feira, o dólar à vista era cotado a R$ 4,9895, em alta de 0,39%. O dólar futuro para abril avançava 0,45%, para R$ 5,0040.

O País registrou uma geração de 387 mil vagas no mercado de trabalho no trimestre até janeiro de 2024 em relação ao trimestre encerrado em outubro de 2023, um aumento de 0,4% na ocupação. A população ocupada alcançou 100,593 milhões de pessoas no trimestre encerrado em janeiro. Em um ano, mais 1,957 milhão de pessoas encontraram uma ocupação.

 

Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), iniciada em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Economia e Estatística (IBGE).

 

A população desocupada aumentou em 32 mil pessoas em um trimestre, totalizando 8,292 milhões de desempregados no trimestre até janeiro. Em um ano, 703 mil pessoas deixaram o desemprego.

 

A população inativa somou 66,590 milhões de pessoas no trimestre encerrado em janeiro, 52 mil a menos que no trimestre anterior. Em um ano, esse contingente aumentou em 248 mil pessoas.

 

O nível da ocupação - porcentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar - ficou em 57,3% no trimestre até janeiro, ante 57,2% no trimestre até outubro de 2023. No trimestre terminado em janeiro de 2023, o nível da ocupação era de 56,7%.

O Tesouro do Reino Unido anunciou nesta quinta-feira, 29, Clare Lombardelli como vice-presidente de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). Lombardelli assumirá o cargo em 1º de julho, para um mandato de cinco anos.

 

Em comunicado, o BoE informou que a nova dirigente será responsável por supervisionar a formulação e a implementação da política monetária britânica, liderando o setor de pesquisa e análises do banco central. "Clare será integrante do Comitê de Política Monetária, do Comitê de Política Financeira, do Tribunal do Banco da Inglaterra e fará parte da Equipe Executiva encarregada de administrar o BC para atingir seus objetivos estatutários", diz a nota.

 

Lombardelli substituirá Ben Broadbent no cargo, que atua como vice-presidente do BoE desde 2014. Também no comunicado, o presidente do BoE, Andrew Bailey, e o ministro das Finanças, Jeremy Hunt, agradeceram Broadbent pelos anos de serviço e parabenizaram a entrada da nova vice-presidente.

 

Lombardelli é atualmente economista-chefe da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e vice-ministra das Finanças do G20.

No trimestre terminado em janeiro, faltou trabalho para 20,301 milhões de pessoas no País, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), iniciada em 2012 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

 

A taxa composta de subutilização da força de trabalho passou de 17,5% no trimestre até outubro de 2023 para 17,6% no trimestre até janeiro.

 

O indicador inclui a taxa de desocupação, a taxa de subocupação por insuficiência de horas e a taxa da força de trabalho potencial, pessoas que não estão em busca de emprego, mas que estariam disponíveis para trabalhar. No trimestre até janeiro de 2023, a taxa de subutilização da força de trabalho estava em 18,7%.

 

A população subutilizada subiu 1,3% ante o trimestre até outubro de 2023, 258 mil pessoas a mais. Em relação ao trimestre até janeiro de 2023, houve um recuo de 5,6%, menos 1,204 milhão de pessoas.

 

Subocupação

 

A taxa de subocupação por insuficiência de horas trabalhadas ficou em 5,2% no trimestre até janeiro, ante 5,4% no trimestre até outubro de 2023. Em todo o Brasil, há 5,271 milhões de trabalhadores subocupados por insuficiência de horas trabalhadas. O indicador inclui as pessoas ocupadas com uma jornada inferior a 40 horas semanais que gostariam de trabalhar por um período maior.

 

Na passagem do trimestre até outubro de 2023 para o trimestre até janeiro de 2024, houve um recuo de 173 mil pessoas na população nessa condição. O País tem 36 mil pessoas subocupadas por insuficiência de horas trabalhadas a mais em um ano.

Reguladores na China disseram que irão supervisionar de forma mais rigorosa o chamado acesso direto ao mercado (DMA, pela sigla em inglês) - uma popular estratégia de negociação quantitativa que é, de modo geral, altamente alavancada -, na tentativa de estabilizar os mercados financeiros, após a Bloomberg noticiar que Pequim planejava eliminar a estratégia gradualmente.

 

A Bloomberg havia publicado, antes do fechamento dos mercados acionários chineses na quarta-feira (28), que alguns fundos quantitativos foram aconselhados a sair aos poucos de produtos DMA, citando fontes com conhecimento do assunto.

 

Na quarta, o índice Xangai Composto fechou em baixa de 1,91%, a 2.957,85 pontos, e o índice CSI300 recuou 1,3%.

 

Após a reportagem, a Comissão Regulatória de Ativos da China (CSRC, na sigla em inglês) afirmou em, comunicado, que "a constante redução da alavancagem dos negócios de DMA ajudará a prevenir e controlar os riscos de mercado e a manter um mercado estável e saudável." A CSRC disse ainda que a supervisão mais rigorosa dos negócios com derivativos no mercado de balcão, incluindo o DMA, garantirá que a indústria controle sua escala de negócios e alavancagem.

 

Ainda no comunicado, a CSRC afirmou que o volume de negócios DMA tem caído de forma contínua desde o feriado do ano novo lunar, com o volume médio diário de negociação representando cerca de 3% do volume total de negócios do mercado, de acordo com dados da empresa China Securities Inter-Agency Quotation System.

 

O comunicado veio após outras iniciativas recentes de Pequim com o objetivo de impulsionar a confiança dos investidores nos mercados acionários da China. Fonte: Dow Jones Newswires.

O Indicador de Incerteza da Economia (IIE-Br) da Fundação Getulio Vargas caiu 4,6 pontos em fevereiro, para 104,5 pontos, menor nível desde julho de 2023 (103,5 pontos). O principal fator para a queda foi o comportamento do componente de Mídia, que recuou 6,4 pontos, para 105,8 pontos, também menor nível desde julho do ano passado (101,9 pontos).

 

Já o componente de Expectativas, que mede a dispersão nas previsões de especialistas para variáveis macroeconômicas, subiu 4,5 pontos, para 97,5 pontos, contribuindo de forma positiva com 1,0 ponto para o IIE-Br.

 

"O movimento reflete a continuidade de um cenário econômico doméstico favorável, com melhora do emprego, renda e inflação sob controle, apesar das tensões geopolíticas internacionais do momento. Para os próximos meses, o indicador deverá continuar flutuando em faixa favorável, na medida em que a economia continue a apresentar resultados positivos e as contas públicas evoluam de forma satisfatória", afirmou em nota a economista da FGV IBRE Anna Carolina Gouveia.

LeBron James mostrou mais uma vez por que é um dos maiores da história do basquete. O astro comandou uma virada incrível do Los Angeles Lakers sobre o Los Angeles Clippers, com o placar de 116 a 112, fora de casa, na noite desta quarta-feira. Sob a liderança de LeBron, os Lakers anularam uma desvantagem de 21 pontos e voltaram a vencer na temporada regular da NBA.

 

LeBron foi o cestinha da partida, com 34 pontos, e ainda contribuiu com oito assistências e seis rebotes. O astro, contudo, foi decisivo mesmo no último quarto, quando a desvantagem dos Lakers ainda era grande. Ele anotou 19 pontos no período e ajudou a derrubar os Clippers.

 

"É uma grande sensação quando você sente que tudo o que você tenta dá certo", resumiu LeBron ao comentar sobre sua performance. "Eu apenas mantive a consistência. Eu não estava tomando decisões imprudentes. Mantive uma postura ofensiva. Meus companheiros fizeram um ótimo trabalho em continuar me procurando em quadra e eu apenas tentei ditar o ritmo, ditar o jogo. Realmente não consigo descrever. Gostaria que de poder ficar naquele instante para sempre."

 

Trata-se da quarta maior virada da história de LeBron em sua carreira. E a maior dos Lakers desde 2003. O astro, que é o recordista de pontos na história da NBA, está a apenas 40 de alcançar a marca de 40 mil pontos.

 

LeBron, contudo, não esteve sozinho na noite desta quarta. Anthony Davis terminou a noite com um "double-double" de 20 pontos e 12 rebotes. D'Angelo Russell registrou 18 pontos e seis assistências. Pelos Clippers, Kawhi Leonard foi o principal jogador da equipe, com 26 pontos, sete rebotes e seis assistências, enquanto James Harden contribuiu com 23 pontos e nove assistências.

 

Os Lakers ocupam o nono lugar na tabela da Conferência Oeste, dentro da zona de classificação para o play-in, a repescagem dos playoffs. O time californiano tem 32 vitórias e 28 derrotas. Já os Clippers estão em quarto, mais próximos da vaga nos playoffs, com 37/20.

 

Em outra boa partida da noite, o Denver Nuggets faturou a quarta vitória consecutiva ao superar o Sacramento Kings por 117 a 96, em casa. Os atuais campeões da NBA figuram em terceiro lugar no Oeste, com 40/19, enquanto os Kings aparecem no oitavo posto, com 33/25.

 

Como de costume, os Nuggets foram liderados por um inspirado Nikola Jokic, autor de um "triple-double" pela quarta vez seguida na temporada: 14 pontos, 14 rebotes e 11 assistências. Tudo isso em apenas 32 minutos em quadra. O cestinha do time e da partida foi Jamal Murray, responsável por 32 pontos e seis assistências. Pelos Kings, o destaque foi Keegan Murray, autor de 21 pontos.

 

Confira os resultados da noite desta quarta-feira:

 

Toronto Raptors 125 x 136 Dallas Mavericks

Indiana Pacers 123 x 114 New Orleans Pelicans

Chicago Bulls 132 x 123 Cleveland Cavaliers

Minnesota Timberwolves 110 x 101 Memphis Grizzlies

Denver Nuggets 117 x 96 Sacramento Kings

Los Angeles Clippers 112 x 116 Los Angeles Lakers

 

Acompanhe os jogos desta quinta-feira:

 

Charlotte Hornets x Milwaukee Bucks

Orlando Magic x Utah Jazz

Brooklyn Nets x Atlanta Hawks

New York Knicks x Golden State Warriors

San Antonio Spurs x Oklahoma City Thunder

Phoenix Suns x Houston Rockets

Denver Nuggets x Miami Heat

Los Angeles Lakers x Washington Wizards

A tenista brasileira Beatriz Haddad Maia voltou a cair em uma estreia nesta quinta-feira. A número 1 do Brasil foi derrotada pela britânica Katie Boulter, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/4, em 2h21min de confronto, no Torneio de San Diego, nos Estados Unidos.

 

Trata-se da terceira derrota consecutiva da brasileira, que vinha de revezes precoces também em Doha e Dubai, competições de nível WTA 1000. O Torneio de San Diego é de categoria WTA 500 e tinha Bia como segunda cabeça de chave. Ou seja, era forte candidata ao título. Ela entrou na chave diretamente nas oitavas de final.

 

O resultado marca ainda a segunda derrota consecutiva da brasileira de virada. Em Dubai, ela chegou a levar um "pneu" da italiana Jasmine Paolini. Na temporada até agora, Bia soma seis vitórias e sete derrotas em chaves de simples. Seu próximo desafio será o WTA 1000 de Indian Wells, também nos Estados Unidos.

 

Na madrugada desta quinta, pelo horário de Brasília, Bia entrou em quadra como favorita diante da 49ª do mundo. A cabeça de chave número dois começou bem, faturou a primeira quebra de saque do jogo e confirmou o primeiro set sem maiores sustos.

 

No entanto, Bia caiu de rendimento na segunda parcial após desperdiçar boas oportunidades para quebrar o saque da britânica. Boulter cresceu de produção, aproveitou suas chances e abriu 5/2 após acumular 12 pontos em sequência. Ela faturou o set, empatou o duelo e levou a disputa para o tie-break.

 

No terceiro set, a tenista britânica passou a jogar de forma mais agressiva e Bia não conseguiu sustentar as disputas. Boulter deslanchou em quadra, fez 5/1 e encaminhou o triunfo sobre a número 13 do mundo.

 

Em outros da rodada, a americana Jessica Pegula, principal favorita ao título, superou a alemã Jule Niemeier por 6/0 e 6/4. Pegula se garantiu nas quartas de final, assim como a ucraniana Marta Kostyuk e a australiana Daria Saville.

Como há muito tempo não se via, o Botafogo conquistou uma vitória tranquila e consistente na noite desta quarta-feira. Com direito a quatro gols do atacante Júnior Santos, o time carioca goleou o Aurora-BOL, por 6 a 0, no Engenhão, no Rio de Janeiro, no jogo de volta da fase preliminar da Copa Libertadores, e avançou com o agregado por 7 a 1. Outro destaque foi Tiquinho Soares, que desencantou após seis jogos e fez as pazes com a torcida. Savarino completou a goleada.

 

Agora o Botafogo terá pela frente o confronto brasileiro, diante do Red Bull Bragantino, que passou pelo Águilas Doradas-COL, nas penalidades, após dois empates. As datas dos confrontos ainda serão divulgadas pela Conmebol.

 

Pressionado, o Botafogo quis resolver o jogo logo no começo. Com dois minutos de bola rolando, Eduardo lançou Tiquinho Soares que avançou e cruzou rasteiro. Savarino furou, mas Júnior Santos apareceu na segunda trave e abriu o placar. Minutos depois, aos 14, Damián Suárez fez belo lançamento para Tiquinho, que dominou no peito e teve que finalizar duas vezes para marcar aos 14. Antes Savarino ainda teve um gol anulado por impedimento.

 

Depois dos gols, o Botafogo se permitiu abaixar as linhas. Deixando a bola com o Aurora, o time carioca buscou atacar nas costas da defesa, com saídas rápidas. Com o passar do tempo, os donos da casa foram se desconectando com a partida, errando passes e desperdiçando grandes oportunidades de contra-ataque. Com mais qualidade, quando teve o controle da partida novamente, Savarino aumentou a conta, aos 46. O venezuelano recebeu na ponta esquerda e bateu na saída do goleiro.

 

Na segunda etapa, o Botafogo manteve o apetite. Hugo recebeu lindo passe de letra de Tiquinho, mas parou no goleiro. Na sequência do lance, Tiquinho fez fila na defesa boliviana e serviu Júnior Santos, que bateu na saída de Akologo para marcar o quarto. Leve em campo, Tiquinho Soares chegou a marcar o quinto, porém foi apontado posição irregular do atacante.

 

Sem baixar a guarda, o Botafogo começou a usar o jogo para recuperar a confiança e reconquistar a torcida. Sem deixar espaço, Savarino parou duas vezes no goleiro do Aurora. Pressionando, Tiquinho recuperou a bola, driblou a marcação e serviu para Júnior Santos marcar o terceiro, aos 24. Com o jogo sob controle, ainda deu tempo de Júnior Santos ser o astro da noite. Savarino soltou o pé, o goleiro deu rebote e o camisa 11 fez o quarto, aos 35, coroando uma partida perfeita do Botafogo no Engenhão.

 

FICHA TÉCNICA

 

BOTAFOGO 6 X 0 AURORA-BOL

 

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Damián Suárez (Mateo Ponte), Lucas Halter, Alexander Barboza (Kauê) e Hugo; Danilo Barbosa, Tchê Tchê (Gregore) e Eduardo (Diego Hernández); Júnior Santos, Tiquinho Soares (Janderson) e Savarino. Técnico: Fábio Matias (interino).

 

AURORA - Akologo; Robles (Cabral), Luis Barbosa e Amarilla; Didi Torrico (Dario Torrico), Michelli, Alaníz e Jair Torrico. Reinoso (Bustamante), Blanco e Serginho (Sejas). Técnico: Mauricio Soria.

 

GOLS - Júnior Santos, aos dois, Tiquinho Soares aos 14, e Savarino, aos 46 minutos do primeiro tempo. Júnior Santos, aos seis e aos 24 e 35 minutos do segundo tempo.

 

CARTÕES AMARELOS - Alexander Barboza e Damián Suárez (Botafogo); Michelli, Luis Barboza, Alaníz, Blanco e Robles (Aurora).

 

ÁRBITRO - Jesús Valenzuela (VEN).

 

RENDA - R$ 740.697,00.

 

PÚBLICO - 21.917 pagantes.

 

LOCAL - Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

O Sport confirmou o favoritismo ao golear o Trem-AP, por 4 a 0, e carimbar sua vaga na segunda fase da Copa do Brasil sem dificuldade. Ainda na noite desta quarta-feira, o Criciúma sofreu, mas conseguiu avançar com um empate sem gols diante do Operário-MT. No total, 36 times já se classificaram para a próxima fase.

 

Campeão em 2008, o Sport começou a atual edição goleando o Trem-AP sem sofrer qualquer ameaça de eliminação. O time pernambucano abriu 2 a 0 logo no primeiro tempo, com gols de Romarinho e Alan Ruiz. Na segunda etapa, Gustavo Coutinho e Crystian Barletta decretaram a vitória. O Sport enfrentará o Murici-AL, que, mais cedo, derrotou o Confiança, no estádio José Gomes da Costa, por 2 a 1.

 

Time da Série A do Campeonato Brasileiro, o Criciúma sofreu e não conseguiu sair de um empate sem gols diante do Operário-MT, na Arena Pantanal. No entanto, conseguiu assegurar a vaga à próxima fase, na qual desafiará o Brasiliense-DF, que derrotou o Itabaiana-SE por 1 a 0.

 

Dois times paulistas estiveram em campo. O Água Santa, na sua primeira participação no torneio, venceu o Jacuipense-BA por 2 a 1, no Distrital do Inamar, e carimbou a classificação. Já a Portuguesa Santista, que disputa a Série A2 de São Paulo, perdeu para o Caxias, por 2 a 1, no estádio Ulrico Mursa, em Santos, e está eliminada.

 

Na próxima fase, o Água Santa enfrentará o Vasco, que despachou o Marcílio Dias-SC com uma vitória por 3 a 1, enquanto o Caxias pegará o Bahia, que fez sonoros 4 a 0 sobre o Maranhão-MA.

 

O Operário-PR avançou ao empatar fora, por 0 a 0, com o Operário-MS. Já o Sampaio Corrêa-MA, também como visitante, ficou no 1 a 1 com o Humaitá-AC e também se classificou. O Villa Nova-MG bateu o Aparecidense-GO por 1 a 0, enquanto o Brusque-SC venceu o GAS-RR pelo mesmo placar.

 

CONFIRA OS RESULTADOS DE QUARTA-FEIRA:

 

Quarta-feira

Olaria-RJ 0 x 1 São Bernardo-SP

 

Maringá-PR 2 x 0 América-MG

 

Itabuna-BA 0 x 8 Nova Iguaçu-RJ

 

Murici-AL 2 x 1 Confiança-SE

 

Petrolina-BA 3 x 2 FC Cascavel-PR

 

Maranhão-MA 1 x 2 Ferroviário-CE

 

ASA-AL 0 x 2 Internacional-RS

 

Portuguesa Santista-SP 0 x 1 Caxias-RS

 

Villa Nova-MG 1 x 0 Aparecidense-GO

 

Sampaio-RR 0 x 1 Brusque-SC

 

Água Santa-SP 2 x 1 Jacuipense-BA

 

Trem-AP 0 x 4 Sport-PE

 

Operário-MS 0 x 0 Operário-PR

 

Humaitá-AC 1 x 1 Sampaio Corrêa-MA

 

Operário-MT 0 x 0 Criciúma-SC

 

VEJA OS CONFRONTOS DEFINIDOS:

 

Sousa-PB x Petrolina-PE

 

Botafogo-SP x Anápolis-GO

 

São Bernardo-SP x Corinthians-SP

 

Sampaio Corrêa-MA x Ferroviário-CE

 

Ypiranga-RS x Porto Velho-RO

 

Portuguesa-RJ x Cuiabá-MT

 

ABC-RN x Brusque-SC

 

Maringá-PR x Amazonas-AM

 

Villa Nova-MG x Operário-PR

 

Caxias-RS x Bahia-BA

 

Sport-PE x Murici-AL

 

Vasco-RJ x Água Santa-SP

 

América-RN x São Luiz-RS

 

Real Brasília-DF x Atlético-GO

 

CRB-AL x Athletic-MG

 

Águia-AL x Capital-TO

 

Brasiliense-DF x Criciúma-SC

 

Nova Iguaçu-RJ x Internacional-RS

O São Paulo colocou fim à série de quatro jogos sem vitória que vivia na temporada ao bater a Inter de Limeira por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF). A partida da quinta rodada do Paulistão, disputada de forma atrasada por causa da Supercopa do Brasil vencida pelos são-paulinos ante o Palmeiras, também foi de suma importância para o Corinthians, que dependia de um triunfo dos rivais para continuar com chances de classificação à próxima fase.

 

Uma das principais atrações da partida, disputada no Distrito Federal porque a Inter vendeu o mando, foi o retorno de James Rodríguez, que chegou a pedir para sair do clube, mas mudou de ideia, foi inscrito no Estadual e entrou no segundo tempo, com direito a gol nos acréscimos do segundo tempo. O colômbia deu, inclusive, assistência para o gol de Luciano, o segundo do São Paulo. O primeiro foi anotado por Ferreirinha.

 

O resultado deixa a equipe comandada pelo técnico Thiago Carpini na liderança do Grupo D, com os mesmos 18 pontos do vice-líder Novorizontino, mas em vantagem no saldo de gols (6 a 4). A Inter de Limeira fica com 14 pontos no Grupo C, em terceiro lugar, o que mantém o Corinthians, quarto, com 10, vivo na briga pela classificação.

 

Carpini chegou a Limeira precisando reencontrar a própria confiança para transmitir tal sentimento ao elenco. A série sem vitórias foi marcada pela falta de convicção do treinador frente ao que pretende ter como ideia de jogo, já que dedicou-se a testes e experimentos de pouco sucesso. Desta vez, tinha a nova opção de escalar James Rodríguez como titular, mas optou por ter Lucas como meio-campista mais centralizado próximo ao ataque.

 

Mal deu para avaliar o resultado das escolhas do treinador e são-paulinos já estavam levando um susto, pois a Inter de Limeira acertou a bola na trave antes dos primeiros cinco minutos, em finalização de Lautaro. O São Paulo não permitiu que o time do interior voltasse a criar uma oportunidade tão boa quanto esta, mas houve momentos em que esteve pior em campo e sofreu sustos, caso de uma bomba de Quirino defendida por Rafael.

 

De forma geral, a equipe de Carpini não conseguiu transformar a vantagem que tinha de posse de bola em domínio ofensivo. Embora tenha encontrado espaços e chutado a gol, passou mais tempo enroscado nas linhas de marcação do adversário, muito em razão do espaçamento entre os seus jogadores. Chutes de fora e bolas infrutíferas lançadas à área eram os principais recursos dos tricolores, que pareciam depositar muita fé em um eventual erro da Inter.

 

Quando o erro veio numa saída de bola e Wellington Rato ficou cara a cara com o gol, a finalização foi para fora. Foi só nos acréscimos, em uma das raras jogadas de aproximação que a rede foi balançada. O lance se deu com Ferreirinha partindo da direita para a entrada da área, de onde acionou Lucas para a tabelinha. Ao receber de volta, driblou o goleiro e marcou seu primeiro gol com o camisa tricolor.

 

O gol fez bem a Ferrerinha, que tornou-se o catalisador do ataque são-paulino no segundo tempo. Confiante, carregava a bola furando a defesa e a soltava na hora certa, seja para finalizar com perigo ou ocasionar boas situações ofensivas. O entrosamento com Calleri potencializou as investidas do ponta esquerda. A aproximação que faltou no primeiro tempo foi vista de sobra na etapa final. Toques curtos perto da área, com a participação também de Lucas, renderam bons momentos.

 

Os protagonista Ferreira deixou o time antes da primeira metade do segundo tempo, junto de Lucas e Wellington Rato. As entradas foram de James Rodríguez, Michel Araújo e Luciano. Embora os nomes que deixaram em campo estivessem bem, os que entraram vieram para acrescentar. Foi um chute de fora da área de Luciano, após receber a bola de James, que colocou o segundo gol tricolor no placar do Mané Garrincha. James teve bons momentos e quase fez um belo gol, mas balançou a rede em um lance de oportunismo, aos 49 minutos, ao aproveitar uma sobra.

 

FICHA TÉCNICA:

 

INTER DE LIMEIRA 0 X 3 SÃO PAULO

 

INTER DE LIMEIRA - Max Walef; Felipe Albuquerque (JP Galvão), Diego Jussani, Maurício e César Morais; Emerson Santos, Lucas Buchecha (Kauê) e Gustavo Buchecha; Éverton Brito (Albano), Andrew (Gabriel Silva) e Qurino (Rafael Silva). Técnico: Júnior Rocha.

 

SÃO PAULO - Rafael; Igor Vinícius, Ferraresi (Diego Costa), Arboleda e Welington (Patryck); Pablo Maia, Alisson, Wellington Rato (Luciano) e Lucas (James Rodríguez); Calleri e Ferreira (Michel Araújo). Técnico: Thiago Carpini.

 

GOLS - Ferreira, aos 47 minutos do primeiro tempo. Luciano, aos 35, e James Rodríguez, aos 49 minutos do segundo tempo.

 

CARTÕES AMARELOS - Diego Jussani, JP Galvão, Calleri e Alisson.

 

ÁRBITRO - Fabiano Monteiro dos Santos.

 

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

 

LOCAL - Mané Garrincha, em Brasília (DF).

O Palmeiras tem a melhor campanha do Campeonato Paulista, com 24 pontos, dois a mais que o Santos e poderá garantir esta condição na próxima rodada, quando vai ter o clássico com o São Paulo, domingo, às 20 horas, no MorumBis, pela 11ª e penúltima rodada da primeira fase. Mas o técnico Abel Ferreira sabe que a missão vai ser dura, pois o adversário é uma 'pedra no sapato'.

 

"Clássico com o São Paulo é diferente. Não é um jogo como outro qualquer. Não iria mentir. Tivemos uma decisão na qual eles foram melhores, mais competentes, mas faz parte do passado, já passaram muitos jogos. O São Paulo sempre tem exibições muito consistentes contra o Palmeiras. Não tenho muita sorte contra o São Paulo. É a equipe que mais ganha do Palmeiras comigo no comando", disse o treinador, nesta quarta-feira, em entrevista coletiva, após a vitória por 2 a 0, no Canindé, diante da Portuguesa.

 

Sobre a sétima vitória, em dez jogos e a manutenção da invencibilidade no Paulistão, Abel elogiou o trabalho do sistema defensivo da Portuguesa. "Ela veio com linha de cinco, que não se rompeu durante todo o jogo. Muito bem definida. Foi difícil, mas com um a mais (expulsão) ficou menos difícil. Foi um jogo de paciência e tivemos de insistir para buscar a vitória, que foi justa."

 

Apesar do bom resultado, o treinador não deixou de criticar seis comandados. "Tivemos muita a bola, mas deixamos de ser verticais. Em muitos momentos fomos passivos, mas acho que fizemos o suficiente para sairmos com a vitória."

 

Abel revelou ter desafiado o goleiro Weverton a sair mais do gol em bolas levantadas na área. O jogador falhou em um lance na partida. "O erro foi meu porque o desafiei. Mas este é um ponto que ele precisa melhorar porque esta atitude vai nos ajudar nos jogos. Hoje, assim como contra o Mirassol, todas as bolas foram levantadas na área."

Finanças

As Melhores

Grade Lista

Dois candidatos a prefeito da cidade de Maravatio, no México, foram mortos a tiros com poucas horas de diferença no início desta semana. Segundo especialistas, as eleições gerais de 2 de junho podem ser as mais violentas já registradas no país.

 

Os promotores estaduais disseram que Armando Pérez Luna foi encontrado morto a tiros em seu carro, em Maravatio, pouco antes da meia-noite. Ele era o candidato a prefeito pelo conservador Partido da Ação Nacional (PAN). Autoridades do partido governista Morena confirmaram que seu candidato a prefeito, o ginecologista Miguel Ángel Zavala, foi encontrado morto, na segunda-feira, 26, também em seu carro. As campanhas só começam formalmente amanhã.

 

"Os episódios ilustram o nível extremamente sério de violência e falta de segurança que prevalece antes das eleições mais importantes da história mexicana", escreveu o líder d o PAN, Marko Cortés, nas redes sociais.

 

O prefeito de Maravatio, Jaime Hinojosa Campa, disse que não foi informado sobre as ameaças contra os candidatos, mas que "tudo apontava para" o crime organizado.

 

Extorsão

 

O controle dos cartéis de drogas no México tem se ampliado cada vez mais. Durante as últimas eleições nacionais, em 2021, mais de 30 candidatos foram mortos. O grupo de vigilância Civic Data afirmou, em relatório de janeiro, que "2023 foi o ano mais violento" em sua base de dados. "Tudo sugere que 2024 será pior", disse o grupo. "É provável que as maiores eleições da história também sofram os maiores ataques do crime organizado."

 

O grupo denunciou ainda que cinco pessoas que pretendiam concorrer a cargos públicos foram mortas no México em janeiro. Em relatório publicado este mês, a Integralia Consultants escreveu que "o crime organizado intervirá como nunca antes nas eleições locais de 2024," porque mais gabinetes de prefeitos estão em jogo e mais cartéis estão envolvidos em guerras territoriais, expandindo seu modelo de negócio muito além das drogas. Uma das fontes de renda dos cartéis mexicanos é a extorsão de empresários e autoridades.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou na Guiana nesta quarta-feira, 28, para participar da cúpula do Mercado Comum e Comunidade do Caribe (Caricom). Lula foi recebido pelo presidente guianense, Irfaan Ali, que enfrenta as ameaças de guerra da vizinha Venezuela, e voltou a chamar as operações de Israel na Faixa de Gaza de genocídio.

 

"O genocídio na Faixa de Gaza afeta toda a humanidade, porque questiona o nosso próprio senso de humanidade e confirma uma vez mais a opção preferencial pelos gastos militares, em vez de investimento no combate à fome na Palestina, na África, na América do Sul e no Caribe", disse o presidente brasileiro.

 

Lula tem criticado a resposta de Israel ao ataque do Hamas, que desencadeou a guerra, no dia 7 de outubro, quando terroristas mataram 1,2 mil pessoas em território israelense e sequestraram cerca de 240 pessoas. Recentemente, ele comparou a situação com as mortes de judeus por Adolf Hitler durante a 2.ª Guerra.

 

As críticas criaram uma crise diplomática e fizeram o chanceler israelense, Israel Katz, declarar Lula persona non grata até que ele se retrate - o que o governo brasileiro ignorou. Na terça-feira, 27, em entrevista ao programa É Notícia, do jornalista Kennedy Alencar, da RedeTV!, Lula negou que tenha utilizado a palavra "Holocausto" para se referir ao conflito entre Israel e o Hamas.

 

A viagem de Lula, no entanto, pretende resolver uma outra crise diplomática muito mais relevante para os interesses brasileiros, entre Venezuela e Guiana, dois vizinhos. O governo venezuelano reivindica a soberania sobre o Essequibo, uma região rica em petróleo que representa mais de dois terços do território guianense.

 

Tensão

 

Apesar da mediação brasileira, que conseguiu um acordo para que os dois vizinhos não resolvessem o impasse por meio da força, a Guiana acusou a Venezuela de realizar manobras militares perto da fronteira em algumas ocasiões neste ano. No dia 25 de janeiro, ocorreu a última reunião para tratar da crise de Essequibo.

 

O encontro durou mais de cinco horas e foi mediado pelo chanceler do Brasil, Mauro Vieira, e contou com observadores da ONU, do Caricom e da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac). No fim, os dois países se comprometeram a não recorrer à força para resolver a disputa, mas a crise está longe de ser resolvida.

 

Venezuela e Guiana continuaram a trocar provocações. Nove dias depois do acordo, o Reino Unido anunciou o envio de um navio de guerra à Guiana, ex-colônia britânica, para uma série de manobras militares. No dia 28 de dezembro, o ditador venezuelano, Nicolás Maduro, ordenou a mobilização de 5.600 militares para a realização de exercícios em "resposta à provocação e à ameaça do governo britânico".

 

O Itamaraty emitiu nota, no final de dezembro, expressando "preocupação" com a tensão. "O governo brasileiro acredita que demonstrações militares de apoio a qualquer das partes devam ser evitadas, a fim de que o processo de diálogo ora em curso possa produzir resultados", disse o Ministério das Relações Exteriores.

 

Críticas

 

Desde que retornou à presidência, Lula tem caminhado em uma linha tênue entre fortalecer as relações entre Brasil e Venezuela e reabilitar politicamente o ditador chavista. Em maio de 2023, ele recebeu Maduro para uma reunião em Brasília e cobriu o venezuelano de elogios - provocando críticas até de governos de esquerda da América do Sul, como o presidente chileno, Gabriel Boric.

 

Desde então, o Brasil tem apoiado diplomaticamente a negociação entre oposição e chavismo para a realização de eleições limpas neste ano, apesar da decisão de Maduro de barrar a candidatura de María Corina Machado, a mais competitiva da oposição.

 

Em fevereiro, novas acusações elevaram ainda mais a tensão no Caribe. A Venezuela afirmou que responderia de forma contundente caso fosse iniciada a perfuração de poços petrolíferos no Essequibo, como havia anunciado o governo da Guiana, em parceira com a americana ExxonMobil.

 

Diplomacia

 

Hoje, Lula vai para São Vicente e Granadinas, no Caribe, para a cúpula da Celac, onde deve ser reunir com Maduro. Além do desconforto do Brasil com a crise regional, o brasileiro terá a difícil missão de abordar a repressão do chavismo aos candidatos de oposição na Venezuela.

 

A realização de eleições justas e transparentes era a condição imposta pelos EUA para suspender as sanções econômicas à Venezuela. Um processo limpo seria fundamental para romper o isolamento internacional do chavismo e colocar Lula na condição de capitão da democracia na América do Sul. Resta só combinar com Maduro, que não dá sinais de que pretende colaborar.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá uma reunião bilateral com o presidente da Guiana, Irfaan Ali, nesta quinta-feira, 29 e depois embarca para o próximo destino de sua viagem internacional, São Vicente e Granadinas. As informações estão na agenda oficial do petista, que foi divulgada no início da manhã desta quinta.

 

A reunião entre Lula e Ali será às 9h do horário local, 10h em Brasília. O petista está na Guiana desde quarta-feira, 28. Um dos temas da reunião deve ser a disputa pelo território guianense de Essequibo, aberta pelo governo venezuelano. Lula tem tentando se colocar como um mediador entre Guiana e Venezuela nesse caso.

 

O presidente brasileiro foi ao país para participar como convidado de reunião com chefes de governo da Caricom, o bloco de países caribenhos. Também teve uma reunião com a primeira-ministra de Barbados, Mia Mottley, e com representantes da Guiana e de Suriname.

 

A reunião com Irfaan Ali é o único compromisso político marcado na agenda de Lula para esta quinta. Às 11h30 (12h30 em Brasília), ele deve embarcar para Kingstown, em São Vicente e Granadinas. A chegada está prevista para 12h45 (13h45 em Brasília). Lá, o presidente brasileiro participará de reunião da Celac, a Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos. Lula deverá embarcar de volta para Brasília na sexta-feira, dia primeiro.

Nutricionista da dica de como se manter hidratado nesse verão mesmo não gostando de tomar água

A hidratação é fundamental para a saúde e o bem-estar, especialmente no verão e em datas como Carnaval, quando as temperaturas estão mais elevadas e o risco de desidratação é maior. De acordo com uma pesquisa realizada em 2022 pela Euromonitor International, o Brasil é o quarto maior mercado de água engarrafada do mundo, com um consumo per capita de 62 litros por ano. O estudo aponta que os brasileiros estão cada vez mais conscientes da importância da hidratação para a saúde, e buscam opções de água que ofereçam benefícios adicionais, como sabor, funcionalidade e sustentabilidade. 

 

A pesquisa também revela que a pandemia de Covid-19 impactou o consumo de água engarrafada, levando a uma queda de 9% nas vendas em 2020, mas que a recuperação ocorreu em 2021, com um crescimento de 5%. Para evitar problemas, a nutricionista Caroline Medeiros, responsável técnica do ambulatório de nutrição da policlínica universitária do UNASP, recomenda beber a quantidade de água ideal para o peso corporal, que pode ser calculada multiplicando o peso por 35 ml. Ela também sugere ter uma garrafa de água sempre por perto, e variar o sabor da água com frutas, legumes, ervas e especiarias.

 

Apesar da importância e do aumento no consumo, muitas pessoas não gostam de beber água ou se esquecem de fazê-lo ao longo do dia. "Algumas pessoas não apreciam o gosto da água, e acabam não bebendo o suficiente. Uma forma de tornar o líquido mais atrativo é aromatizá-lo de forma natural, adicionando, por exemplo, um pedaço de fruta como limão, laranja, lima, maçã, legumes como pepino, especiarias como canela e ervas aromáticas como hortelã. Isso dá um toque de sabor e ainda fornece vitaminas e antioxidantes para o corpo", explica a especialista.

 

Adquirir o hábito de beber água todos os dias e na quantidade ideal contribui para a melhoria da qualidade de vida e prevenção de complicações e futuras doenças. "Nada substitui a água, e que se você possui alguma patologia como diabetes e hipertensão, deve procurar um especialista para te orientar. O importante é manter o equilíbrio e a qualidade da hidratação, e não apenas a quantidade. A água é essencial para a vida, e devemos valorizá-la e consumi-la com consciência e responsabilidade", conclui Caroline.

 

Confira as dicas da nutricionista para se manter hidratado:

  • Aromatizar a água de forma natural: 
  • Utilizar a água com gás;
  • Consumir alimentos ricos em água, como frutas e verduras;
  • Consumir chás, desde que sem açúcar;
  • Aumentar o consumo de água de coco;
  • Vitamina de frutas com água ou leite;
  • Sucos naturais sem açúcar.

Monitoramento da pressão arterial, cuidados com a alimentação e acompanhamento médico multidisciplinar estão entre os cuidados fundamentais

 

Os rins e o coração são órgãos vitais para o organismo, e a relação entre eles é fundamental para o bom funcionamento do corpo. Ambos trabalham juntos e quando um deles apresenta algum problema em sua funcionalidade, prejudica o desempenho do outro. Isso significa que uma doença renal pode favorecer o desenvolvimento de doenças cardíacas e vice-versa.         
 

"Os rins são responsáveis por filtrar os resíduos e o excesso de fluidos do sangue, mantendo o equilíbrio eletrolítico e a pressão arterial adequada", explica Dr. Bruno Zawadzki, diretor médico da DaVita Tratamento Renal. "E a saúde cardiovascular é responsável por fornecer o sangue e o oxigênio necessários para o funcionamento adequado dos rins", complementa.           
 

Quando o paciente é diagnosticado com insuficiência renal, o organismo passa a acumular toxinas que deveriam ser filtradas pelos rins, o que pode desencadear por exemplo, a calcificação dos vasos sanguíneos, um fator de risco para doenças cardiovasculares.
 

Segundo artigo publicado no Jornal Brasileiro de Nefrologia, a prevalência de doenças cardiovasculares em pacientes com DRC é mais elevada do que na população geral, inclusive naqueles que se encontram na fase pré-dialítica.  
 

Pacientes renais crônicos tem maiores chances de apresentar hipertrofia de ventrículo esquerdo (condição cardíaca em que o músculo da principal câmara de bombeamento do coração torna-se anormalmente espesso), doença isquêmica (dores ou desconfortos no peito, que ocorrem quando uma parte do coração não recebe sangue suficiente para bombear de maneira adequada) e insuficiência cardíaca (quando o coração não consegue bombear sangue ou encher-se de sangue adequadamente).    
 

A alta prevalência do desenvolvimento dessas patologias em pacientes com DRC se deve, em parte, à elevada taxa de doenças preexistentes, como diabetes, hipertensão e obesidade.
 

A prevenção ainda é a melhor forma de evitar problemas com a função destes órgãos. Adotar um estilo de vida saudável é fundamental para que o organismo funcione corretamente. "Não fumar, ingerir baixa quantidade de gordura e se exercitar regularmente são alguns dos hábitos para manter uma rotina equilibrada", destaca Zawadzki.
 

Reduzir a ingestão de sal e açúcar, manter o peso ideal, evitar estresse e cuidar da saúde mental também auxiliam nos cuidados não só dos rins e do coração, mas de todo o organismo.
 

O paciente renal deve ter um acompanhamento médico multidisciplinar, principalmente com um cardiologista para entender os riscos e auxiliar na prevenção de problemas do coração.

 

As plaquetas são aliadas essenciais que contribuem na melhora de milhares de pacientes; Oncologista explica como o procedimento é realizado e quem pode doar



 A doação de sangue é um ato que pode fazer toda a diferença para pacientes que estão em tratamento contra a leucemia - um conjunto de doenças malignas que afetam as células sanguíneas. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), são esperados neste ano 11.540 novos casos da doença.

 

O assunto ainda é pouco comentado, mas merece destaque, principalmente para pacientes com Leucemia, em quimioterapia ou ainda os que passam por transplantes de medula óssea. Esse tipo de neoplasia atinge os leucócitos (os glóbulos brancos, que são as células de defesa do organismo). "A Leucemia ocorre quando as células tronco (responsáveis pela produção de glóbulos brancos, vermelhos e plaquetas) sofrem mutações genéticas, que levam à produção de leucócitos anormais (células cancerosas) e à alteração na produção das outras células sanguíneas", explica a onco-hematologista da Oncoclínicas São Paulo, Dra. Mariana Oliveira.

 

A doação de sangue pode ocorrer de maneira tradicional - nesta forma, após o procedimento, o sangue contido é separado em hemocomponentes, sendo os principais o plasma, as plaquetas e o concentrado de hemácias, através da centrifugação da bolsa de sangue em aparelhos.

 

Outra forma de doação é a chamada aférese. Durante o procedimento, o sangue passa por um equipamento que retém parte das plaquetas e, simultaneamente, devolve o restante do sangue para o doador, inclusive com todos os outros elementos presentes. "Esse processo é muito seguro e pode contribuir no tratamento de milhares de pacientes. Além disso, o organismo do doador consegue repor rapidamente as plaquetas, em uma média de até 48 horas", reforça a onco-hematologista.

 

Por que é importante doar plaquetas?

 

Por conta da Leucemia ou pela ação da quimioterapia, o paciente deixa de produzir células normais do sangue e, por isso, apresenta anemia grave e diminuição de contagem de plaquetas. Essas células, que são produzidas na medula óssea, têm como principal função atuar na coagulação, ou seja, podem evitar sangramentos espontâneos ou controlar aqueles que acontecem por algum tipo de trauma.

 

A médica afirma que uma contagem baixa de plaquetas pode trazer problemas à saúde do paciente: "Quando esses números são muito baixos, podem resultar em sangramentos graves e hematomas". A transfusão de plaquetas tem como objetivo evitar os sangramentos que poderiam colocar a vida destes pacientes em risco, além de serem realizadas a cada 2 ou 3 dias até que a medula óssea volte a funcionar normalmente após a quimioterapia.

 

Mesmo sendo um procedimento simples, muitas pessoas ainda têm receio em fazer a doação, seja por medo ou até mesmo desconhecimento. "Essa apreensão é natural, mas é fundamental que a cada dia isso seja desmistificado. É muito importante que as doações aumentem para que possamos atender o maior número possível de pacientes", reforça Mariana Oliveira.

 

Para doar plaquetas é necessário:

  • Ter entre 18 e 69 anos
  • Pesar mais que 50kg
  • Estar em boas condições de saúde
  • Não fazer uso de ácido acetilsalicílico (AAS) e anti-inflamatórios

"Vale lembrar ainda que é fundamental o doador estar bem alimentado e evitar refeições gordurosas. Se houverem sintomas gripais, febre e diarreia, não é possível realizar a doação temporariamente, assim como pessoas que fizeram ingestão de bebida alcoólica no dia da doação, grávidas e mulheres com até três meses após o parto", diz a médica.

 

Como funciona o tratamento para Leucemia?

Logo de cara, quando se fala em Leucemia, é quase inevitável pensar no transplante de medula óssea. Mas, existem vários tipos da doença e o tratamento pode variar dependendo da classificação de cada caso. Para alguns pacientes, será necessário quimioterapia seguida por transplante de medula. Já para outros, podem ser utilizados medicamentos ao longo de toda vida, ou até mesmo observação clínica.

 

"Isso dependerá de cada caso. Como existem muitos tipos de leucócitos, temos também diversos tipos de leucemias", explica Mariana. As Leucemias podem ser agudas (Leucemia linfóide aguda e Leucemia mieloide aguda) ou crônicas (Leucemia linfocítica crônica e Leucemia mieloide crônica), sendo definidas da seguinte maneira:

  • Leucemias agudas: geralmente, a multiplicação das células tumorais é rápida e o paciente apresenta sintomas relacionados à anemia e baixa contagem de plaquetas e leucócitos. Os pacientes necessitam de internação para realizar exames da medula óssea, que servem para o diagnóstico e classificação da doença. A partir dos resultados, será feita a escolha do tratamento mais adequado ao paciente. O protocolo para as Leucemias agudas geralmente érealizado com o paciente internado. A Leucemia Linfóide Aguda é mais comum em crianças, enquanto a Leucemia Mielóide Aguda nos adultos.
     
  • Leucemias crônicas: o aumento das células tumorais é mais lento e, por isso, o paciente pode ser assintomático, sendo a doença detectada apenas em exames de rotina. Os sintomas, quando existem, podem estar relacionados ao aumento de linfonodos, do baço e alteração na produção de glóbulos vermelhos e plaquetas. Além disso, é mais comum em adultos. O tratamento também pode variar, mas, geralmente, é realizado sem necessidade de internação, com uso de medicamentos orais e consultas periódicas. Em alguns casos de Leucemia Linfocítica crônica, não é necessário tratamento, já que a doença pode muitas vezes acompanhar o paciente ao longo dos anos sem maiores complicações.

"Temos que lembrar que nos últimos anos tivemos muito avanços no tratamento das Leucemias, como o desenvolvimento de novas drogas com menor toxicidade, que permitem um tratamento eficaz em pacientes idosos e com comorbidades. São elas: as terapias alvo, que são dirigidas para alterações específicas das células tumorais e a terapia com Car-t cell, em que os linfócitos do tipo T são tratados em laboratório para reconhecer e atacar as células cancerosas, eliminando-as", comenta Mariana Oliveira.

 

Além disso, a Leucemia possui altas chances de cura, podendo chegar em até 90%, no caso das crianças, e 50% em pessoas até 60 anos. "Apesar de não existir cura para alguns casos da doença, os tratamentos são eficazes para oferecer uma maior expectativa e qualidade de vida. Por isso, o diagnóstico precoce é fundamental para o controle da Leucemia", finaliza.

No monólogo, que estará em cartaz todas as terças de março, em versão intimista, para até 100 pessoas por sessão, a atriz interpreta uma coach de relacionamentos

Prepare-se! Porque uma nova (e infalível) palestrante de relacionamentos está chegando e trazendo muitas verdades! Nany People, um dos maiores ícones do humor no Brasil, estreia dia 12 de março, em curtíssima temporada, o seu novo espetáculo, "Como Salvar Um Casamento", na Casa de Artes SP. Em versão intimista, para uma plateia de até 100 pessoas, a peça estará em cartaz todas as terças de março (dias 12, 19 e 26), às 20h. Os ingressos já estão à venda e custam a partir de R$115. 

Há ainda a opção do combo: ingresso + leque exclusivo de Nany People por R$190, em diversos modelos, desenvolvidos especialmente para a temporada. Vrá! 

"É uma honra estrear esse espetáculo na cidade que eu amo e que me acolheu. São Paulo é a minha casa, e a Casa de Artes é um espaço muito especial, intimista, aconchegante... Será uma oportunidade de estar pertinho do público", afirma Nany que, atualmente, é apresentadora do MesaCast BBB e está nas novas temporadas de "Vicky e a Musa" e "Vai que Cola".

Desde a fecundação do óvulo pelo "espermatozóide machista" ao casamento de mais de longa data, passando pelos novos formatos de relação, e pelas brigas conjugais corriqueiras... Relacionar-se sempre foi um grande desafio. Mas também é possível rir dos altos e baixos da vida a dois. 

"Quando o texto foi construído, ele foi inspirado na separação dos meus irmãos. Hoje, eles estão casados de novo, e nesse período, muitos amigos também se casaram e se separaram. Nesta observação da vida a dois, eu vejo que muitas situações são as mesmas e que muitas perguntas continuam sem respostas. A ideia foi, então, aproveitar essa vibe de coach motivacional que está tão na moda, e trazer esses e novos questionamentos para o palco", afirma Nany People.

Repaginada após 15 anos, a peça original tornou-se um monólogo. Agora, Nany também aborda novas nuances sobre as relações amorosas, como os relacionamentos LGBTQIAPN+ e o protagonismo das mulheres. A interatividade com o público, uma das maiores marcas do trabalho da atriz, também não vai ficar de fora no monólogo dinâmico, divertido, inteligente e com o "jeitinho Nany de ser".

"O fato de ter só uma atriz em cena torna tudo mais direto e visceral. Muitas pessoas vão se reconhecer e rir muito das situações apresentadas", conclui. 

 

A programação está garantida no Teatro Mooca

A programação do Teatro Mooca traz opções de peças culturais para todas as idades, garantindo a diversão dos frequentadores do Mooca Plaza Shopping. Ao todo, são sete espetáculos que prometem entreter os espectadores do início ao fim. Na programação: O Pai, com Fulvio Stefanini; Hebe, Uma Revista Musical; O Poder dos Desejos de Asha, O Musical e Moana e Maui, O Musical.

No espetáculo "O Pai", Fulvio Stefanini interpreta André, um idoso de 80 anos, rabugento à primeira vista, mas dotado de uma simpatia e senso de humor cativantes. Sua filha, confrontada com o dilema de cuidar de seu pai à medida que sua saúde mental declina, se vê diante de uma difícil decisão: assumir a responsabilidade de cuidar dele ou considerar a opção de interná-lo em uma instituição de idosos, liberando-se para desfrutar sua própria vida ao lado de seu namorado. O espetáculo cativa o público com sua combinação única de humor e comoção e fica em cartaz até 31 de março, aos sábados e domingos, às 18h. Classificação indicativa de 12 anos.


Hebe, Uma Revista Musical é um projeto idealizado por Marcello Camargo, filho da apresentadora, e Allan Oliver, roteirista, diretor e produtor indicado pela revista Forbes como um dos jovens mais relevantes e promissores do mundo. O espetáculo traz grandes momentos da apresentadora e particularidades da sua vida privada. Na peça, que fica em cartaz até 31 de maio, Fefa Moreira representa Hebe Camargo na fase adulta. O espetáculo pode ser assistido às quintas-feiras, sextas-feiras e sábados, às 21h e possui classificação indicativa de 10 anos.

 

Os pequenos também têm diversão garantida no Teatro Mooca. No espetáculo Moana e Maui, O Musical, Moana é uma corajosa jovem, filha única do chefe de uma tribo na Oceania, vinda de uma longa linhagem de navegadores. Quando os pescadores de sua ilha não conseguem pescar nenhum peixe e as colheitas falham, ela descobre que o semideus Maui causou a praga ao roubar o coração da deusa Te Fiti. Entusiasta de viagens marítimas, a jovem se vê querendo descobrir mais sobre seu passado e ajudar a comunidade, mesmo que a família queira proteger Moana a qualquer custo. Então, ela resolve partir em busca de seus ancestrais, habitantes de uma ilha mítica que ninguém sabe onde é. A única maneira de curar a ilha é persuadir Maui a devolver o coração de Te Fiti, então Moana parte em uma jornada épica pelo Pacífico. Moana começa sua jornada em mar aberto, onde enfrenta terríveis criaturas marinhas e descobre histórias do submundo. A criançada pode viver essa aventura até 31 de março, enquanto o espetáculo fica em cartaz às sextas-feiras, às 17h, e aos domingos, às 15h.

Outra opção com classificação indicativa livre é O Poder dos Desejos de Asha, O Musical. O espetáculo conta a história de Asha, uma jovem de 17 anos, otimista e com uma inteligência afiada que se preocupa infinitamente com sua comunidade. Em um momento de desespero, Asha faz um apelo apaixonado às estrelas, que é respondido por uma força cósmica, uma pequena bola de energia ilimitada chamada Estrela. A peça pode ser assistida aos sábados, às 15h.

Na sexta-feira, dia 1º de março, diversos artistas que participam da mostra coletiva recebem o público para compartilhar o processo de criação das obras

Como programação paralela à exposição "E o palhaço, quem é!?", o Paço das Artes (instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Governo do Estado de São Paulo) realiza, no dia 1º de março, uma visita guiada com parte dos mais de 40 artistas presentes na mostra, de modo a aproximar o público do processo criativo das obras. Mediada pelo curador Renato De Cara e pelos educadores André Bontorim e Liana das Neves, a visita conta com participação dos artistas Alex Josias, Binário Armada, Bruno Novaes, Caio Rosa, Charles Cunha, Delfina Reis, Evandro César, João Szwec, Mari Ra, Luís Só, Léo Sombra, Oswaldo Ruivo, Marcelo Cipis, Paula Scavazzini, Uberê Guelé, Ulysses Bôscolo e Vulcanica Pokaropa.

 

A exposição, que abriu o calendário de 2024 do Paço das Artes e segue em cartaz até 31 de março, reúne imagens icônicas de palhaços reproduzidas em fotografias históricas e anônimas, em pinturas de jovens irreverentes e contemporâneos, retrabalhadas como objeto de arte por grandes nomes do campo, questionando valores e empatia.  A partir de uma pesquisa entre novos e consagrados artistas, acervos históricos e contemporâneos, a curadoria do Paço das Artes adapta um antigo refrão da música popular para reunir significativo número imagético alusivo ao tema, em âmbito nacional. A exposição traz trabalhos que transitam entre uma linguagem sarcástica e infantil, incluindo pinturas, fotografias, cartazes, desenhos, objetos e ilustrações de procedências variadas, performances e outras mídias. 

 

A visita guiada acontece na sexta-feira, dia 1º de março, a partir das 18h30, na sede do Paço das Artes (rua R. Albuquerque Lins, 1345 – Higienópolis). A participação é gratuita e não há limite de vagas.

 

Exemplo de banner - Início 2
Exemplo de banner inicial 2
Exemplo de banner - Início 2